AtendimentoA Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) também chamada de terapia breve, é uma espécie de tratamento psicológico de choque. Ganhou força nos anos 90, com o sucesso no tratamento de fobias. De lá para cá, passou a ser aplicada para o tratamento de sintomas específicos causados, sobretudo por reações de stress, como taquicardia, tonturas e falta de ar. O objetivo da Terapia Cognitivo-Comportamental é cancelar a cadeia de reações físico-mentais que são sintomas de somatização.

Essa forma de psicoterapia, baseia-se num processo de aprendizagem, no qual a pessoa desenvolve habilidades necessárias para lidar de maneira mais satisfatória com as situações de sua vida. Além disso, essa abordagem baseia-se na utilização sistemática do método científico, o que faz com que seus conceitos sejam submetidos constantemente a estudos de verificação de sua validade. Resumidamente, os princípios fundamentais dessa abordagem são:

  1. A Terapia Cognitivo-Comportamental concentra-se no comportamento em si e nos fatores que o influenciam, sem buscar uma pretensa causa interna que o determine.
  2. Os comportamentos que nos são desagradáveis são adquiridos em nossa história de vida, assim como qualquer outro.
  3. Esses comportamentos podem ser modificados e substituídos por outros mais adequados.
  4. A Terapia Cognitivo-Comportamental utiliza uma série de técnicas que visam à modificação do comportamento.
  5. A Terapia Cognitivo-Comportamental se concentra no aqui e agora. Nossa história passada não pode ser modificada e ela é relevante na terapia somente tendo em vista os efeitos atuais que pode ter.
  6. Em função de sua filosofia, a TCC envolve a determinação de objetivos claros e específicos.
  7. A Terapia Cognitivo-Comportamental atua em vários níveis de funcionamento do indivíduo, o comportamento, a emoção, as reações fisiológicas e a forma como a pessoa percebe o que lhe acontece. A mudança pretendida pela TCC deve ocorrer sempre em todos esses níveis, sem que haja uma ênfase maior em qualquer um deles.

terapia-cognitiva-seta

Referência: Portal do Psicólogo

Psicólogo em Curitiba