Abreviação do tempo de tratamento

AbreviarA abreviação do tempo de tratamento e a eficácia da terapia tem sido temas de preocupação para psicólogos de diferentes abordagens. Freud, por exemplo, demonstrou sua preocupação com o tempo da terapia e comentando sobre a confiabilidade do tratamento cita um aforisma médico de que “uma terapia ideal deve ser rápida, confiável e agradável para o paciente” Em Análise Terminável e Interminável, um dos seus últimos textos, antes de sua partida, ele está tentando racionalizar a equação: tempo – resultado, e afirma:

“Sem dúvida, é desejável abreviar a duração do tratamento analítico, mas só podemos conseguir nosso intuito terapêutico aumentando o poder da análise em vir em assistência do ego. A influência hipnótica pareceu ser um instrumento excelente para nossos fins. Ainda não foi encontrado substituto algum para a hipnose“.

Veja que em Psicoterapia Breve e Abrangente o Psicólogo João Previtali tem esse cuidado ao empregar o Sistema Multimodal.