Terapia de aceitação e compromisso

 

 

Terapia de Aceitação e Compromisso CRESCENDO

 

Steven C. HayesI; Jacqueline PistorelloI; Anthony BiglanII

I Universidade de Nevada  II Oregon Research Institute

RESUMO

Este artigo brevemente descreve a Terapia de Aceitação e Compromisso (ACT), seus modelos subjacentes e as evidências que defendem a sua eficácia. Fornecendo exemplos de como esta terapia pode ser estendida para o tratamento de outros distúrbios, este trabalho assim inclui no âmbito da ACT a prevenção do suicídio e sua ideação. Ambos o modelo e suas técnicas aplicadas são empiricamente comprovados, o que sugere que outras extensões podem ser feitas de forma segura.

Palavras-chave: Terapia de Aceitação e Compromisso, Mediação, Prevenção, Suicidalidade.

A Terapia de Aceitação e Compromisso (doravante ACT) associa processos de aceitação e atenção a processos de compromisso e mudança de comportamento para a criação de uma flexibilidade psicológica. A terapia é baseada na Teoria do Quadro Relacional (Hayes, Barnes-Holmes, & Roche, 2001), um pressuposto da linguagem e cognição preciso e empiricamente sólido, além de sua extensão à psicopatologia. Há um crescente e significativo corpo de evidências acerca da eficácia da ACT em um amplo escopo de patologias (Hayes, Luoma, Bond, Masuda, & Lillis, 2006; Hayes, Masuda, Bissett, Luoma, & Guerrero, 2004). Ainda, sua teoria base se encontra relativamente bem especificada e pesquisada, sendo que os processos das mudanças almejadas intermediam os resultados da terapia (Hayes et al., 2006).

Com um nível de solidez empírica, torna-se possível utilizar os dados de problemas comportamentais como guia para a aplicação da ACT em novas áreas. Uma vez que o modelo se encaixe conceitualmente no problema e os processos de mudança da ACT se relacionem a este empiricamente, com grande probabilidade se tornar eficaz a administração da terapia. O presente artigo assim brevemente descreve a ACT e seus modelos subjacentes, além das evidências que defendem a sua eficiência. Para fornecer exemplos de como esta terapia pode ser estendida ao tratamento de novos problemas, este trabalho assim inclui no seu âmbito a prevenção do suicídio e sua ideação.

Sendo a apresentação e defesa do modelo incomum para tal público, um dos principais objetivos deste artigo é expor o trabalho a clínicos e cientistas clínicos falantes do português, uma vez que a terapia possui um restrito trânsito entre esta comunidade (vide http://br.groups.yahoo.com/group/actnobrasil/).

Texto completo: Terapia de acitação e compromisso pdf