Usina do prazer: produção de emoções

psicologia e a usina do prazer no cerebroA sede da emoções, a usina do prazer no organismo – produção de emoções –  localizada na região central do cérebro, é formada por quatro estruturas: amígdala, hipocampo, giro cingulado e fórnix. Todas se interligam, e embora não se possa atribuir a cada uma funções exclusivas, elas contribuem em maior ou menor escala para a formação de determinadas emoções. A mais relacionada à felicidade é a amígdala, envolvida com sentimentos elaborados, como amor, amizade, humor, medo e agressividade. O conjunto dessas estruturas, denominado sistema límbico, é a estação intermediária entre a região cerebral onde as emoções são recebidas, e o local onde elas são decodificadas. “No caso da felicidade, quem faz essa ponte é, sobretudo, a dopamina, responsável pela alegria e pelos sentimentos positivos”, explica o neurologista Ademir Baptista Silva, da Universidade Federal de São Paulo.​

1 – Substância negra; 2 – Cérebro; 3 – Córtex cerebral; 4 – Neurônios; 5 – Eixo de neurônios; 6 – Moléculas de dopamina

Produção
Quando alguém passa por situações positivas ou desejadas, é estimulada a produção de uma substância chamada dopamina na região do cérebro conhecida como substância negra.

Armazenamento
Nos terminais de alguns neurônios, a dopamina é depositada em pequenas vesículas.

Liberação
Para transportar sinais elétricos gerados pelo estímulo, as vesículas liberam a dopamina para outros neurônios, estabelecendo ligações, as chamadas sinapses.

Felicidade
Levados até o córtex cerebral, os impulsos elétricos transformam-se em sensação de bem-estar.